menu

Melhores práticas de planejamento logístico

Em: Entregas
planejamento-logístico

O planejamento logístico dá todo o suporte para que os processos da cadeia de suprimentos sejam eficientes de tal forma que satisfaçam plenamente o cliente final, e ainda mantenham uma operação lucrativa.

Não é à toa que 70% das empresas ouvidas em um levantamento da consultoria da IBM afirmam ter um processo formal de planejamento de operações e vendas (S&OP) em prática.

Assim como um bom planejamento é vantajoso, a falta dele ainda é um dos erros mais comuns na execução de uma cadeia de suprimentos. Falhas no planejamento logístico levam a custos operacionais maiores e até a danos imensuráveis. A perda da carteira de clientes para os concorrentes e de produtos em estoque são apenas alguns dos exemplos.

Como, então, fazer um planejamento logístico eficaz? Confira.

6 dicas de planejamento logístico

Não há “receita mágica”, mas existe um conjunto de fatores que contribuem para uma execução logística plena. Se for bem pensado, o planejamento pode contribuir para uma produção estruturada; abrangência do plano (desde estoque até escolha de modais adequados); logística reversa; o uso efetivo da tecnologia, entre outros.

Veja algumas dicas de planejamento:

1. Agilize os pedidos dos clientes

Além de cumprir prazos, é preciso tornar a gestão dos pedidos mais rápida. Para tanto, a logística deve ser bem planejada e os prazos definidos corretamente. Isso porque não adianta prometer o que você (ou a empresa de transportes) não poderá cumprir, sob grande risco de perder credibilidade.

Outra dica é contratar um sistema que permita emitir pedidos, consultar dados de clientes e gerenciar com precisão e velocidade suas vendas.

2. Monitore o transporte dos produtos

Não ter informações dos status de suas entregas é um dos maiores erros de gestão nessa área. Esse monitoramento é essencial para acompanhar o andamento do transporte e para antecipar problemas, desenvolvendo ações que assegurem o cumprimento do prazo ou, em últimos casos, para negociar novas datas com os clientes.

Existem diversas tecnologias no mercado que fornecem informações de coletas, entregas e devoluções em tempo real, diferencial competitivo para se destacar no mercado.

3. Coloque a tecnologia ao seu favor

A automatização dos processos é uma realidade irreversível no setor de logística. Ao utilizar ferramentas no planejamento, a empresa melhora a comunicação entre os setores, automatiza atividades e garante maior agilidade, segurança e confiabilidade das informações Em outras palavras, as distribuidoras conseguem minimizar seus custos de recebimento, armazenagem, separação e distribuição mercadorias.

4. Otimize sua logística reversa

Estabelecer políticas claras de devolução de produtos é fundamental para que esse processo aconteça de forma rápida e prática para o cliente. Criar uma área própria de logística reversa dentro do negócio para gerir o fluxo de entrada e saída de produtos é essencial.

5. Acompanhe os indicadores de desempenho (KPIs)

Definir os indicadores de desempenho que serão medidos e acompanhados é importante para garantir que a performance será medida de acordo com os objetivos traçados.

Para isso, antes, é preciso estabelecer objetivos claros, para, então, criar indicadores operacionais (acompanhamento diário) e estratégicos (medidos mensalmente) eficazes. A dica é deixar esses indicadores visíveis para que sejam acompanhados e monitorados por todos os colaboradores da empresa.

6. Preveja sua demanda

Para prever demandas de meses futuros, é preciso ter acesso ao histórico de vendas da empresa. Ao analisá-lo, o gestor deve elaborar uma estratégia que consiga manter o estoque abastecido e a rede fornecedora alerta.

A previsão de demanda ajuda as distribuidoras a lidarem com variações de pedidos, mas também a conhecer melhor seus clientes. O gestor pode, por exemplo, entender melhor os hábitos de consumo do mercado, o que ajuda na hora de planejar estratégias de marketing e vendas assertivas.

Para que um planejamento logístico seja efetivo, os gestores precisam entender os objetivos de negócio, ou seja, onde pretendem chegar, o que querem alcançar e como fazer isso. Quando esse planejamento é levado a sério, pode aumentar a vantagem competitiva e ajudar na redução dos custos logísticos.

Quer aumentar suas vendas? Baixe gratuitamente nosso infográfico com dicas para o atacadista distribuidor e até a próxima. 

Inscrição na lista de tramissão do WhatsApp da Máxima Sistemas

Gostou do nosso artigo? Compartilhe nas redes sociais!

Outras novidades

21.06.2017
O momento da entrega de um pedido é muito importante na conclusão de um atendimento de excelência. De olho na melhoria constante dessa etapa, algumas empresas têm investido na automação logística, mas será que o uso da tecnologia traz resultado?
31.05.2017
Em um mercado cada dia mais global e competitivo, qualquer empresa precisa buscar aumentar sua eficiência produtiva e otimizar o tempo das suas operações. Esses objetivos são ainda mais importantes quando tratamos de atacadistas distribuidores.
17.05.2017
O planejamento de rotas está cada vez mais incorporado ao mundo logístico, pois está diretamente ligado à maior eficiência da companhia, e permite o acompanhamento de cada um dos elementos de todo o processo, como os funcionários, veículos e a mercadoria. Ele está relacion...
Todas as novidades